Hang Loose Surf Attack começa quinta-feira em Ubatuba

SURF

Com nada menos que 230 atletas confirmados, a abertura do Nossolar Construtora apresenta Hang Loose Surf Attack 2017 será realizada em três dias e começa nesta quinta-feira (15), em pleno feriadão de Corpus Christi, na Praia de Itamambuca, em Ubatuba. O Circuito mais tradicional do País define os campeões paulistas nas categorias de base e comemora a sua 30ª edição consecutiva, sendo 23 anos com o patrocínio da Hang Loose.
O diretor do evento, Marcos Bukão, explica que o aumento do número de atletas ainda é uma experiência. “Houve um forte apelo por parte dos pais e associações. Quero deixar registrado que esse número impressionante de interessados é resultado do trabalho difícil, incansável e, cada vez mais, organizado das associações municipais, que fazem a força da Federação Paulista de Surf”, afirma.
Pelo cronograma divulgado, as cinco categorias entram no mar logo na quinta-feira. Os surfistas da mirim (até 16 anos) são os primeiros, às 8 horas. Duas horas depois será a vez da estreante (limite de 12 anos). Os atletas da júnior (no máximo 18 anos) competem a partir das 11h15, enquanto que os caçulas da petit (10 anos para baixo), às 13h15, e encerrando o dia, a iniciante (sub14) às 14h30.
As baterias já estão disponíveis no link hangloose.com.br/surfattack2017 e a organização alerta que todos os atletas nas cinco categorias devem estar presentes ao evento na quinta-feira, às 8h, uma vez que o cronograma pode ser alterado pelas condições do mar.
Quatro dos cinco campeões de 2016 estão confirmados na competição. Alax Soares, de Guarujá, defende o título da júnior. Seu conterrâneo, Eduardo Motta, o melhor da iniciante, chega agora como favorito da mirim, onde foi o terceiro ano passado.
Caio Costa, de São Sebastião, campeão da estreante no passado é o destaque da iniciante, categoria que ficou com o vice. O bicampeão paulista petit, Ryan Kainalo, representando Ubatuba, aparece como principal nome da estreante, disputa que foi o terceiro melhor na edição anterior.
O Hang Loose Surf Attack é considerado uma escola de competição na prática e responsável por revelar e formar grandes talentos do surf. Exemplos não faltam. Os principais são os campeões mundiais do WCT, Gabriel Medina e Adriano de Souza. A lista ainda conta com nomes de ponta como Filipe Toledo, Wiggolly Dantas, Miguel Pupo, entre outros. Os mais recentes são Weslley Dantas, campeão mundial júnior, e Samuel Pupo, que este ano competiu como wild card na etapa do WCT de Bells.

AO VIVO – A competição terá transmissão ao vivo pela internet, pelo link hangloose.com.br/surfattack2017. O internauta poderá acompanhar as imagens das ondas surfadas, som direto da locução do palanque, bem como as notas dos juízes e ainda interagir com o evento, por mensagens de texto. Além das disputas nas ondas, o Hang Loose Surf Attack conta com atrações na areia, para entretenimento dos atletas.
Eles podem jogar ping pong e pebolim e participar de brincadeiras como cabo-de-guerra e ‘caça ao tesouro’, valendo kits como prêmio. Há, ainda, slack line, distribuição de frutas e gincanas educativas, voltadas à preservação do meio ambiente. A proposta é proporcionar momentos de descontração. “E também criar a consciência ambiental entre a molecada”, diz Júlio Osório, o Bro, responsável pela diversão no Hang Loose Surf Attack.
O Nossolar Construtora apresenta Hang Loose Surf Attack 2017 tem a organização da Federação Paulista de Surf, com patrocínios de Overboard Action Sports Store, Surftrip, Super Tubes e Hot Water. Copatrocínios de Rhyno Foam, CT Wax. Apoios: Governo do Estado de São Paulo, prefeituras de Santos, Guarujá, São Sebastião e Ubatuba, Associação Santos de Surf, Associação de Surf de Guarujá, Associação de Surf de São Sebastião e Associação Ubatuba de Surf. Divulgação: Waves e FMA Notícias.

 

Ecovias

ecovias