Região registra queda em homicídios e Cidade reduz furtos de veículos em 40%

Baixada tem queda de 21,43% no número de homicídios dolosos em março

A Baixada Santista e o Vale do Ribeira registraram queda de 21,43% no número de homicídios dolosos em março, comparando com o mesmo mês do ano passado, caindo de 14 para 11 casos. O acumulado do ano teve aumento de 2,33%, passando de 43 para 44. A taxa de homicídios na região em março foi de 8,70 casos por 100 mil habitantes e de 8,99 pessoas mortas a cada 100 mil habitantes. 

Em Praia Grande, houve apenas um latrocínio no mês. Porém, os roubos de modo geral tiveram um aumento de 55%, passando de 324 em fevereiro, para 503, em março. De fevereiro para março, os roubos de veículos aumentaram em 5%, de 104 para 110. No terceiro mês do ano, não houve roubos a banco. Os roubos de carga aumentaram apenas um de fevereiro para março, indo de oito para nove. Os furtos gerais também subiram 10%, de 396 para 439. Já os furtos de veículos tiveram uma queda de 40%, de 73 para 44 casos.
O trabalho das polícias Civil e Militar resultou em 16.782 prisões realizadas no mês de março. No primeiro trimestre, foram 46.765 prisões. Além disso, 1.312 armas de fogo foram retiradas das ruas no mês passado.
Com aumento de 7,19% – de 3.989 para 4.276 –, os flagrantes de tráfico de drogas atingiram a maior quantidade da série histórica para março.
Na região, os furtos de veículos apresentaram diminuição de 5,43%, passando de 350 casos para 331. Nos três primeiros meses do ano, registrou queda de 0,09% com o mesmo período de 2016, passando de 1.094 para 1.093 ocorrências. Estupros tiveram queda de 8,51% em março, passando de 47 para 43 boletins de ocorrência.
O Estado apresentou uma diminuição nos casos de homicídio doloso e nos de roubos de veículos no mês de março. No trimestre, houve uma queda maior dos furtos de veículo e aumento no número de flagrante de tráfico de drogas.

Danielle Martins

 

Ecovias

ecovias