Convênios visam permitir bloqueios de celulares por sistema da polícia

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta terça-feira, dia 18, o início da operacionalização da parceria entre a Secretaria da Segurança Pública e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), firmada para facilitar e agilizar o processo de bloqueio de aparelhos celulares roubados

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta terça-feira, dia 18, o início da operacionalização da parceria entre a Secretaria da Segurança Pública e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), firmada para facilitar e agilizar o processo de bloqueio de aparelhos celulares roubados, furtados e extraviados. A iniciativa foi acertada entre o governador e o presidente na Anatel, em reunião, no final de março.

A ação, que contará com o auxílio da Polícia Civil, terá acesso ao sistema de Cadastro de Estações Móveis Impedidas (CEMI), administrado pela Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações (ABR Telecom). O CEMI possibilita o bloqueio automático do aparelho com a inclusão da Identificação Internacional de Equipamento Móvel em uma base de dados centralizada, na ocasião da lavratura do boletim de ocorrência. O Ministério Público Federal e a Polícia Federal já integram o programa, o que vai facilitar as investigações policiais.

 Durante a assinatura do convênio, Alckmin fez questão de frisar a importância deste serviço para a população. “Estamos assinando dois convênios, o que permite a integração de São Paulo ao sistema de investigação telefônica e telemática. O que vai possibilitar mais rapidez nas escutas, nas investigações, na elucidação de crimes, contribuindo com o bom trabalho da Polícia Civil. O segundo convênio é o que vai permitir o distrito policial pedir diretamente o cancelamento do IMEI. Essa medida vai derrubar roubo e furto de celulares”.

 A medida irá aprimorar as investigações em todo o Estado de São Paulo, conferindo maior agilidade e eficiência à atuação policial, e desestimulará o roubo e o furto de aparelhos celulares, que se tornarão inúteis com o bloqueio do IMEI. A novidade está em fase de testes no Departamento de Inteligência da Polícia Civil, sob a coordenação do delegado Mitiaki Yamamoto, e em breve deve ser ampliada a todas as delegacias do Estado.

Carolina Huerte

 

Ecovias

ecovias