São Paulo é tetracampeão do Campeonato Brasileiro de Vôlei

Com uma empolgante partida, a seleção do Estado de São Paulo alcança a quarta conquista consecutiva no Brasileiro de Seleções, com RJ em segundo lugar. As partidas foram disputadas no Ginásio Falcão e as equipes do Rio Grande do sul e do Pará terminaram em terceiro e quarto lugares.

 

 

86bO público que esteve presente neste sábado, dia 16, no Ginásio Falcão (bairro Mirim), pode torcer muito com a virada da equipe de São Paulo, rumo ao quarto título paulista no Campeonato Brasileiro de Seleções de Vôlei, categoria masculina juvenil (16 a 20 anos), primeira divisão. A partida contra o Rio de Janeiro, que terminou em três sets a um, contou com parciais de 23 a 25, 25 a 17, 25 a 19 e 25 a 22.

 

 

 

“São dez anos sem perder um jogo. Era um desafio muito grande. Nós não tivemos muito tempo de preparação, pois os meninos estão disputando a Liga B em diversos clubes. Fomos arrumando a equipe durante o campeonato. Felizmente deu certo, porque o time do Rio é muito forte, mas conseguimos neutralizá-los”, conta o técnico da seleção paulista e do Esporte Clube Pinheiros, Silvio Forti, que há 16 anos está a frente do grupo, alternando entre as categorias infanto e juvenil.

 

 

 

A decisão do terceiro lugar, entre Rio Grande do Sul e Pará, foi marcada pelas jogadas da equipe do sul, que levou a melhor ao vencer, por 3 a 1, o grupo do Pará. Com o término da competição, a classificação final foi ainda preenchida pelo quinto lugar de Minas Gerais, sexta posição do Distrito Federal, sétima colocação do Paraná, oitavo lugar do Amazonas, nono de Santa Catarina, décimo de Alagoas, 11º de Mato Grosso e 12ª posição da equipe de Pernambuco.

 

 

 

Para o secretário de Esportes e Lazer, Hugo Ribeiro, houve uma avaliação positiva ao longo dessa semana de competições por parte da organização do evento. “Tenho certeza que abrirá portas para outros campeonatos nacionais, de outras modalidades. Eu vejo com bons olhos este início, sendo bem favorável à Cidade”.

 

 

 

O brasileiro de vôlei teve o apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (Seel), Banco do Brasil e Sabesp. Além da Confederação Nacional (CBV), a Federação Paulista (FPV) também foi organizadora da competição. Houve ainda o suporte das secretarias de Educação (Seduc), Saúde Pública (Sesap), Trânsito (Setransp), Comunicação Social (Secom), Guarda Civil Municipal (GCM), Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMSP) e Liga Praia-grandense de Vôlei (LPV).


 




Fonte: da Redação
Foto: Guto Borelli
21 de Março de 2013

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ecovias

ecovias