Abrigo noturno é inaugurado em PG e visa reintegração social

Em parceria com a Apasem, Praia Grande inaugurou abrigo no bairro Quietude, que homenageia ex-servidora pública


Todos merecem uma chance de recomeçar a vida e acertar os erros cometidos no passado, mas nem sempre voltar ao ponto de partida é fácil. E em busca de auxiliar moradores em situação de rua no processo de reintegração social é que Praia Grande inaugurou o Abrigo Solidário Eliane Malzoni na quinta-feira, dia 17.

A unidade fica no Quietude, entre a Unidade de Pronto Atendimento e a base da Guarda Civil Municipal (GCM) e funcionará apenas no período noturno, das 18h às 8h, com capacidade para 60 pessoas por dia. A expectativa é de que a unidade inicie os trabalhos na próxima semana para que os últimos ajustes sejam feitos.

Serão oferecidos cuidados com a higiene pessoal, alimentação e encaminhamento para serviços especializados nas áreas da Saúde e Assistência Social. Além disso, será possível fazer parte do Programa de Apoio ao Desempregado (Pad), para ter renda própria.

Todo trabalho é realizado em parceria com a Associação de Promoção e Assistência Social Estrela do Mar (Apasem), ligada à Igreja Católica, responsável por gerir o equipamento. Como a unidade receberá pessoas de vários bairros um veículo fornecido pela Secretaria de Serviços Urbanos (Sesurb) recolherá as pessoas por meio da abordagem dos voluntários.

Durante a cerimônia de inauguração, o prefeito Alberto Mourão disse que essa parceria acontece pelos voluntários serem mediadores. “Na maioria das vezes se a Prefeitura ou a guarda abordam eles fogem. O estado é laico mas o mundo religioso faz um trabalho de aproximação mais fácil, então a ideia é de que o Estado não esteja presente de forma direta e a partir desse processo é que os voluntários conversarão para que saiam das ruas e gradativamente participem dos serviços. Não é fácil, mas se salvar um teremos um avanço.”

O abrigo também está próximo ao Centro de Referência da Assistência Social (Cras) e em breve do Centro de Atendimento Especializado em População de Rua (Centro POP), que será transferido do bairro Vila Sônia. Mourão afirmou que o contrato com a empresa responsável pelas obras já foi assinado. “Devemos começar a obra nos próximos dias e acreditamos que seja inaugurado até fevereiro. Estamos fazendo um novo prédio para o abrigo permanente (Casa de Estar) e o atual será futuramente mais um Abrigo Solidário”, afirmou.

Embora a Paróquia Santo Antônio, no bairro Boqueirão, coordene os voluntários do abrigo, haverá também a contribuição das paróquias Nossa Senhora Aparecida, do Samambaia, e Nossa Senhora das Graças, no Ocian. Já existe o registro de 70 pessoas para ajudar na ação. Interessados em se unir a corrente solidária podem comparecer a Paróquia Santo Antônio (na avenida Presidente Castelo Branco, nº 1.598).

O Abrigo Solidário fica na avenida Ministro Marcos Freire, nº 6.650, no Quietude.

HOMENAGEM – O nome do local homenageia a servidora pública Eliane Malzoni, formada em Serviços Sociais, que atuou por 33 anos no setor pela Administração Municipal e morreu este ano. Trabalhou no antigo lixão da Cidade, no Conselho Tutelar, foi diretora da Casa de Estar e desde 2017 era diretora de divisão da Proteção Básica. A solenidade teve a participação de secretários municipais, autoridades do Legislativo, parceiros e as filhas da homenageada, Taíza e Érika Malzoni.

21/10/2019

Texto: Larissa França

Foto: Larissa França

 

 

 

Ecovias

ecovias