Fase de audiências públicas termina na Câmara Municipal de PG

Público participou da plenária realizada na quinta-feira, 31, na Câmara

A série de cinco Audiências Públicas sobre a implantação do Complexo Andaraguá — aeroporto de cargas com pista de 2,6 quilômetros e condomínio logístico para abrigar 212 galpões — foi encerrada na noite da quinta-feira, dia 31, na Câmara Municipal de Praia Grande. A plenária contou com casa cheia de municípes interessados em conhecer sobre o andamento do empreendimento, que pode ter as obras iniciadas ainda este ano. Isto porque, restam apenas cinco pendências dentre as 34 exigências da Cetesb para a emissão de Licença de Instalação (LI) e autorização para a supressão de vegetação no local. A previsão é de que tudo esteja solucionado até o final de setembro. 

Segundo o diretor de expansão da Icipar – Empreendimentos e Participações, André Ursini, uma das cinco pendências já conta com projeto pronto e o documento deve ser protocolado nesta segunda-feira, dia 4, junto à Sabesp. “Trata-se de uma Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), que criaremos no local. Essa água será reutilizada no próprio empreendimento para lavagem de pátio, sanitários, etc”, disse Ursini, que completou. “As outras exigências são adequações em projetos, que já estão sendo finalizadas”.

Para ele, o resultado das plenárias foi positivo. “Acredito que atingimos o nosso objetivo de interagir com a população da cidade. Distribuímos 600 árvores nativas para serem plantadas durante as audiências. Agora vamos concluir os projetos executivos para que a Cetesb possa nos emitir licença e efetivamente iniciarmos as obras”, comentou.

A plenária desta quinta-feira foi promovida por uma Comissão Especial de Vereadores (CEV), que visa desmistificar o empreendimento. “O resultado foi excelente. Muita gente participou e a cada audiência levamos informação a um público diferente. Cumprimos nossa missão”, ressaltou o vereador Leandro Rodrigues Cruz, o Leandro Avelino (PSB), que preside CEV. Também compõem a empreitada os vereadores Marcelino Santos Gomes (PMDB) e Romulo Brasil Rebouças (PSD).

Avelino disse ainda que os trabalhos da CEV, que tem prazo de 90 dias, devem ser prorrogados. “Recebemos um ofício que será encaminhado ao Executivo, relacionado a concessão de incentivos fiscais. Os benefícios reivindicados já são garantidos por lei. Portanto vamos apenas fazer o monitoramento desta ação”.

ANDARAGUÁ – Mais de R$ 50 milhões já formam investidos no empreendimento para a solução de pendências que travam a emissão de licenças para o início das obras, em área de mais de 5 milhões de metros quadrados, localizada no bairro Andaraguá, às margens da Rodovia Padre Manuel da Nóbrega, perto da divisa com São Vicente.

O prazo total para a conclusão da obra é de dez anos e deverá ser divida em cinco fases, cada uma delas com dois anos. A pista do aeródromo, será concluída ainda na etapa inicial. O total do investimento beira R$ 1 bilhão e é estimada a criação de 15 mil postos de trabalho.

Christiane Disconsi

 

 

Ecovias

ecovias